fbpx

ANATEL QUER PADRONIZAR CARREGADORES DE CELULAR, MAS ESPECIALISTA QUESTIONA INICIATIVA

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) iniciou nesta terça-feira, dia 28, uma consulta pública para a proposta de tornar carregadores USB-C obrigatórios para todos os celulares vendidos no Brasil. A consulta vem na esteira da decisão da União Europeia de adotar o USB-C como padrão universal para smartphones e outros eletrônicos até 2024.

“Atenta aos referidos movimentos do mercado internacional, a área técnica da Anatel avaliou o tema e apresentou uma proposta com abordagem similar para aplicação no mercado brasileiro”, diz o texto no blog da agência.

A adoção de um padrão de carregamento tipo USB-C tem o maior impacto sobre a Apple, já que iPhones ainda usam o carregador Lightning da própria companhia. A Apple criticou a proposta de lei quando ela ainda estava sendo debatida na UE, dizendo que legislações do tipo “engessam a inovação em vez de encorajá-la”. No entanto, há rumores de que a gigante de tecnologia já está trabalhando para passar seus produtos para carregamento USB-C, talvez já no iPhone 15.

As vantagens do USB-C obrigatório citadas na consulta incluem reduzir o lixo eletrônico e oferecer mais conveniência aos consumidores brasileiros. A Anatel diz ainda que vem trabalhando na padronização de carregadores para celular há anos. Em 2019, por exemplo, a agência conseguiu a aprovação da Recomendação L.1000, que define o USB-C como protocolo para terminais móveis de carregamento.

A medida que a Anatel pretende adotar é questionada por Fabio Fernandes, diretor de comunicação do Consumer Choice Center, um movimento global que luta pelos direitos do consumidor. Para ele, um carregador comum imposto pela Anatel, seguindo o modelo da UE, prejudica a inovação, restringe a concorrência e acaba prejudicando os consumidores.

Read the full text here

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Scroll to top