fbpx

Dia: 9 de fevereiro de 2024

A torcida da FTC por uma fusão fracassada mostra seu desdém pelos consumidores

Desde quando as agências governamentais aplaudem negócios que fracassam, resultando em centenas de demissões e oportunidades de perda para consumidores que dependem desses produtos?

Foi o que aconteceu no início deste mês, quando a Comissão Federal de Comércio emitiu um Comunicado de imprensa aplaudindo a aquisição fracassada de $1,7 bilhão da empresa de tecnologia iRobot pela gigante do comércio eletrônico Amazon.

A FTC, bem como os senadores democratas e os reguladores da concorrência na União Europeia, foram hostis ao acordo, alegando que iria “prejudicar” a concorrência pelos aspiradores robotizados, um dos principais produtos de consumo fabricados pela iRobot, incluindo a sua assinatura Roomba, um dos primeiros produtos desse tipo. Reguladores do Reino Unido discordou e deu luz verde ao acordo em junho de 2023.

Assim que o término do acordo foi anunciado, a iRobot disse que seria forçado demitir 31% de seus funcionários – mais de 350 deles – e provavelmente interromper novos projetos. Seu CEO também deixou o cargo em meio à queda do preço das ações.

Em resposta às notícias, a FTC regozijou-se com o fracasso da transação:

“Estamos satisfeitos que a Amazon e a iRobot tenham abandonado a transação proposta. A investigação da Comissão centrou-se na capacidade e no incentivo da Amazon para favorecer os seus próprios produtos e desfavorecer os dos rivais, e nos efeitos associados na inovação, nas barreiras à entrada e na privacidade do consumidor. A investigação da Comissão revelou preocupações significativas sobre os potenciais efeitos concorrenciais da operação. A FTC não hesitará em tomar medidas para fazer cumprir as leis antitruste para garantir que a concorrência permaneça robusta.”

Diretor Associado da Federal Trade Commission para Análise de Fusões Nathan Soderstrom

O fracasso das fusões e aquisições de empresas não é incomum. Quer seja devido à pressão dos acionistas, a preocupações regulamentares ou à incompatibilidade de culturas empresariais, negócios como este desmoronam sempre que são bem-sucedidos. Este ciclo, causado pelas forças de mercado, é saudável para a inovação, uma melhor alocação de capital e mais opções disponíveis para os consumidores no mercado.

No entanto, se o fracasso de um negócio e de uma empresa chegar às mãos de um regulador, a questão é totalmente diferente. Um que deveria nos deixar fazendo perguntas difíceis aos funcionários dessas agências e se eles estão realmente zelando pelo melhor interesse dos consumidores.

O impacto de tais falhas sobre os consumidores não deve ser perdido.

Com o fracasso desta aquisição, e sem novos produtos inovadores ou injeções de capital, o fabricante de um dos primeiros aspiradores robóticos adquirido por milhões de americanos e consumidores globais provavelmente acabará sendo uma sombra do que era antes. Mais um produto desaparecerá das prateleiras físicas e online, dando aos consumidores menos escolha do que tinham anteriormente.

Ainda haverá muitas opções para os consumidores que desejam um aspirador robótico em casa, mas o golpe significativo para a iRobot significa que menos consumidores poderão beneficiar dos novos produtos e serviços que poderia surgiram como resultado desta fusão.

Munidos do vasto inventário da Amazon, do seu capital e da sua cadeia de abastecimento, bem como da atual procura de produtos de inteligência artificial que os consumidores possam utilizar nas suas casas, só podemos imaginar o que esta parceria poderia ter produzido.

Isto deixa-nos a colocar uma questão importante: se a Amazon tivesse sido autorizada a comprar a iRobot, isso teria colocado outras empresas em desvantagem? Teria reprimido a concorrência em aspiradores robóticos? Teria reduzido escolha e opções para os consumidores? Ou teria levado a significativamente mais inovações e produtos dos quais poderíamos ter nos beneficiado?

Simplificando, simplesmente não sabemos. Mas nem a FTC nem os reguladores da UE que também rejeitaram este acordo. Em vez de aumentar a concorrência ou negar uma vantagem, a FTC conseguiu eliminar as oportunidades de crescimento e sucesso de uma empresa americana, bem como os consumidores que beneficiam destes produtos.

Este tem sido um mantra fundamental da FTC durante esta administração, procurando impedir fusões e aquisições de supermercados, empresas de tecnologia e até mesmo empresas de saúde, como disse a minha colega Kimberlee Josephson. eloquentemente coloca aqui. Trata-se de sectores robustos e competitivos que continuam a proporcionar inovação aos consumidores e que beneficiariam se tivessem mais não menos empresas.

Em vez de uma vitória para os consumidores, como afirma a FTC, tudo o que temos agora é um negócio fracassado, uma empresa em ruínas e um caminho incerto para o mercado aberto de aspiradores robóticos. Tudo em nome da “proteção do consumidor”.

Desde quando deveriam as nossas agências reguladoras, que agem em nosso nome, aplaudir e aplaudir quando acordos como este levam a demissões, diminuição de receitas e menos opções para os consumidores? Isto parece não só ser de mau gosto, mas também prejudicial para as nossas próprias perspectivas económicas e escolhas como clientes.

Se os consumidores ainda não estão coçando a cabeça, definitivamente deveriam estar.

Proposta sobre restrição de espaços de vaporização prejudica vapers escoceses

Londres (Reino Unido), 9 de fevereiro de 2024 – O Consumer Choice Centre (CCC) está preocupado com o facto de os métodos de redução dos danos do tabaco serem impedidos pela última proposta do Partido Conservador Escocês de proibir a vaporização em espaços públicos fechados.

Numa declaração, Mike Salem, o país associado do CCC no Reino Unido, expressou preocupação com a proposta. Ele declarou: “Adicionar obstáculos à vaporização só servirá para fazer com que aqueles que estão tentando parar de fumar voltem a fazê-lo”.

Salem criticou ainda a declaração feita pelo Dr. Sandesh Gulhane, secretário-sombra da saúde dos conservadores escoceses, quando este último expressou preocupação com a falta de “evidências sólidas sobre os efeitos na saúde [da vaporização]”. A resposta de Salem é: “as evidências são bastante claras e estatisticamente significativas sobre o assunto; vaporizar é muito menos prejudicial do que fumar e limitar seu uso reduzirá as perspectivas de saúde dos fumantes que estão tentando parar de fumar. Se o Dr. Gulhane tiver alguma dúvida sobre isso, deverá verificar o NHS Scotland's local na rede Internet”. 

O CCC está surpreso que uma afirmação tão mal informada sobre a vaporização esteja sendo feita por um potencial futuro secretário de saúde escocês. A Saúde Pública da Inglaterra mostra que os cigarros eletrônicos são 95% menos prejudiciais que o tabaco. Como tal, o CCC defende o vaping como um método eficaz para reduzir os danos do tabaco e apela ao Partido Conservador Escocês para reconsiderar a sua posição sobre o assunto.

O futuro do 6GHz é híbrido?

Embora tanto os operadores móveis como a indústria Wi-Fi tenham declarado vitórias na sequência da Conferência Mundial de Radiocomunicações (WRC-23) no Dubai, em Dezembro passado, o acordo permite operações licenciadas e não licenciadas na banda de 6GHz. Isto difere das duas escolas de espectro mais proeminentes, americana e chinesa, onde o espectro de 6 GHz é predominantemente alocado para serviços Wi-Fi ou 5G. No entanto, alinha-se com a estratégia europeia de facilitar a coexistência entre as telecomunicações móveis internacionais (IMT) e as tecnologias Wi-Fi.

Entre os países que licenciaram as bandas superior e inferior de 6 GHz estão os Estados Unidos, Canadá, Brasil, Arábia Saudita e Coreia do Sul. O outro grupo, que inclui a União Europeia, o Reino Unido e muitos outros, licenciou apenas a banda inferior de 6 GHz. Por outro lado, a China alocou uma parte significativa do seu espectro de 6 GHz para 5G em 2023, posicionando-se na vanguarda da viabilização da tecnologia 5G (e, eventualmente, 6G).

A UE considera a atribuição da faixa de 6 GHz crucial para impulsionar a implantação do 5G e pretende uma solução híbrida onde o Wi-Fi e as telecomunicações móveis internacionais (IMT) possam coexistir. As decisões finais são esperadas até 2026, com a Europa provavelmente a fornecer informações antecipadas sobre a viabilidade técnica desta coexistência.

Os defensores do deslicenciamento da faixa de 6 GHz argumentam que isso permite o uso de faixas do espectro de forma mais flexível, sem as restrições de serviços específicos. Eles enfatizam a preferência por Wi-Fi em vez de 5G em configurações domésticas de Internet e sugerem que o deslicenciamento de Wi-Fi poderia reduzir os custos de Internet em áreas remotas, já que o Wi-Fi 6 e o Wi-Fi 6E usam tecnologia existente e, portanto, mais barata. Além disso, eles apontam para a capacidade do Wi-Fi 6E para velocidades de até 9,6 Gbps, três vezes mais rápidas que os padrões atuais, e seu desempenho superior em ambientes lotados. Além disso, o Wi-Fi 6E é conhecido pela sua eficiência energética (atribuída a recursos integrados de economia de energia) e adaptabilidade a paisagens geográficas desafiadoras.

Os defensores da atribuição do espectro de 6 GHz às Telecomunicações Móveis Internacionais (IMT) e especificamente ao 5G destacam diferentes benefícios. Salientam que tal atribuição aumentaria significativamente a largura de banda e a capacidade, conduzindo a uma melhor qualidade de serviço. O 5G, projetado para fornecer velocidades de até 10 Gbps, se beneficiaria dos 6 GHz com latência reduzida, o que é crucial para aplicações que exigem capacidade de resposta em tempo real, como direção autônoma e telemedicina. Além disso, o 5G suporta até um milhão de dispositivos conectados por quilômetro quadrado, um recurso essencial para o ecossistema da Internet das Coisas (IoT).

Ambas as tecnologias têm usos específicos: o Wi-Fi 6 E é ideal para casas inteligentes, realidade virtual e eventos de grande escala, enquanto o 5G se destaca em veículos autônomos, telemedicina e aplicações industriais de Internet das Coisas. Cada um tem suas vantagens competitivas. O 5G normalmente cobre uma faixa geográfica mais abrangente do que o Wi-Fi 6E e pode ser usado tanto em ambientes internos quanto externos. O 5G oferece velocidades um pouco mais rápidas, enquanto o Wi-Fi 6E requer menos investimento em infraestrutura.

À medida que os governos de todo o mundo ponderam o futuro do espectro de 6 GHz e os especialistas questionam os benefícios versus os custos, muitas questões políticas precisam de ser abordadas.

Fornecer conectividade acessível em áreas remotas é um desafio complexo e não existem respostas claras para a melhor solução. No passado, países mais pequenos e geograficamente mais planos encontraram soluções simples para a conectividade móvel, tais como o investimento estatal em infra-estruturas de base e a facilitação do acesso de última milha para utilização comercial. Os países maiores com topografia complexa enfrentam desafios numa escala totalmente diferente, especialmente nos mercados em desenvolvimento.

Publicado originalmente aqui

A Lei de IA da UE estimulará a inovação ou freará o progresso?

O Centro de Escolha do Consumidor questiona-se se a recente Lei da IA da UE irá realmente encorajar a inovação ou colocar-lhe travões. Dado o cruzamento da conformidade entre os regulamentos da FCA do Reino Unido e a legislação da UE, isso é importante, pois é difícil para as start-ups agirem sozinhas na conformidade com a IA. Aqui está a palavra; Sobre […]

Em 2 de fevereiro, os embaixadores da União Europeia deram luz verde à Lei de Inteligência Artificial (Lei AI). Na próxima semana, as comissões do Mercado Interno e das Liberdades Cívicas decidirão o seu destino, enquanto o Parlamento Europeu deverá votar em sessão plenária em Março ou Abril.

A Comissão Europeia abordou uma infinidade de críticas sobre o potencial da Lei da IA para reprimir a inovação na UE, apresentando um Pacote de inovação em IA para startups e PMEs. Inclui o investimento da UE em supercomputadores, declarações nos programas Horizonte Europa e Europa Digital, que investem até 4 mil milhões de euros até 2027, criação de um novo órgão de coordenação – AI Office – no âmbito da Comissão Europeia.

Egle Markeviciute, Chefe de Políticas Digitais e de Inovação do Consumer Choice Center, responde:

“A inovação requer não apenas boa ciência, cooperação empresarial e científica, talento, previsibilidade regulamentar, acesso ao financiamento, mas também um dos elementos mais motivadores e especiais – espaço e tolerância para a experimentação e o risco. A Lei da IA provavelmente sufocará a capacidade de inovação do setor privado, mudando seu foco para extensas listas de conformidade e permitindo apenas 'inovação controlada' por meio de sandboxes regulatórias que permitem a experimentação no vácuo por até 6 meses”, disse Markeviciute.

“A inovação controlada produz resultados controlados – ou a falta deles. Parece que, em vez de deixar espaço regulamentar para a inovação, a UE centra-se mais uma vez em compensar esta perda em forma monetária. Nunca haverá dinheiro suficiente para compensar a liberdade de agir e a liberdade de inovar”, acrescentou.

Leia o texto completo aqui

LES CARBURANTS DURABLES, ENTRE RÉALISMES E UTOPIES

Os combustíveis duráveis para a aviação (SAF) são um objetivo desejável para as decisões políticas, mas a promoção dos SAF deve ultrapassar as fronteiras e favorecer a colaboração entre as nações, os reguladores e as outras partes prenantes.

Em sua busca por um céu mais verde, os reguladores do mundo estão se esforçando para entregar os combustíveis de aviação mais duráveis. A União Européia prisões dos devants com a legislação «ReFuelEU», que impõe um aumento progressivo da utilização de combustíveis aeronáuticos duráveis (SAF). No entanto, o caminho para a aviação durável não está sem obstáculos, enquanto o SAF descansa atualmente três vezes mais que o querosene convencional. Além disso, o aumento potencial do preço para o consumo adiciona um novo sofá de complexidade a um debate de déjà épineux.

Em novembro de 2023, o Conselho da UE adotou a iniciativa «ReFuelEU Aviation», um elemento clé du paquet «Fit for 55», que visa reduzir a perda de carbono do setor de aviação. A legislação impõe aos fornecedores de combustíveis de aviação que incluam uma parte mínima de combustíveis aeronáuticos duráveis em seus produtos, começando com 2% em 2025 e atteignant 70% em 2050. Os combustíveis sintéticos são igualmente obrigatórios, com uma parte progressiva croissante. A lei visa alinhar o transporte aéreo com os objetivos climáticos da UE, e abordar problemas de aprovação deficiente e preços elevados que iniciam o desenvolvimento de combustíveis aeronáuticos duráveis. O regulamento entrou em vigor em 1º de janeiro de 2024, certas disposições serão aplicáveis a partir de 2025.

A necessidade de adotar uma abordagem global provavelmente significa que sucumbir às medidas protecionistas é uma preocupação maior neste discurso. A promoção do SAF deve ultrapassar as fronteiras e favorecer a colaboração entre as nações, os reguladores e as outras partes prenantes. Embora a UE se esforce para cumprir as normas estritas, ela também deve superar suas reticências históricas e adotar a neutralidade tecnológica.

Um aspecto notável desta deficiência é o papel da SAF derivada do Huile de Palme, especialmente na Ásia do Sudoeste. A posição protetora da UE em relação aos biocarburantes provenientes desta região deve ser reconsiderada. Os derivados do óleo de palma, como os efluentes dos moulins de óleo de palma (POME) e o destilado de ácidos gras de óleo de palma (PFAD), constituem uma matéria primeiramente viável para o SAF no quadro da economia circular.

Os exportadores da Ásia do Sudoeste e da África do Oeste têm a possibilidade de reduzir as emissões da aviação e fornecem um regulamento para estes lançamentos.

No entanto, surge um paradoxo quando se considera que as mesmas vozes que clamam pela eliminação progressiva dos combustíveis fósseis são historicamente opostas à utilização do óleo de palma. A abordagem da UE à visão do casco da palma da mão, de modo que a estreia para o SAF parece contraditória e favorece a necessidade de uma estratégia mais nuança e mais coerente. Para garantir o sucesso do SAF, as decisões políticas devem conciliar os objetivos ambientais e o potencial das matérias estreias inovadoras.

Estabeleceu-se um paralelo com a política energética da Alemanha, onde se impôs a descarbonização e a desnuclearização, e as consequências da inatendimento dizem que o aumento da utilização do carvão e o aumento do preço da eletricidade, 'UE doit faire preuve de prudence. É essencial encontrar um bom equilíbrio, para que os objetivos de durabilidade não sejam exercidos, por inadvertência, em resultados econômicos e ambientais negativos.

O pagamento mundial complica mais as escolhas, os pagamentos diferentes adotam suas próprias abordagens. O «Mandato de Combustível de Aviação Sustentável» da Universidade Royaume e o «Mapa do Grande Desafio do Combustível de Aviação Sustentável» dos Estados-Unidos ilustram a diversidade de estratégias. Não resta apenas que a harmonização das normas seja essencial para que o SAF seja amplamente aceito.

Os quadros regulamentares da UE, do Reino Unido e dos Estados-Unis revelam a complexidade da questão. Os critérios de definição de um SAF são o coração do debate, e as diferenças de normas e certificações atendem aos esforços desenvolvidos no nível mundial em prol da durabilidade.

O caminho para os combustíveis de aviação acessíveis e duráveis exige um esforço colaborativo e mundial. A UE deve abandonar toda a proteção da visão dos SAF derivados do casco da palma e adotar uma abordagem mais equilibrada. Enquanto a indústria aeronáutica progride grandis pas vers un avenir plus verde, os governantes políticos, os reguladores e os militantes devem desbaratar os velhos mantras e privilegiar as soluções pragmáticas dos debates ideológicos. Se os carburadores duráveis desenvolverem uma alternativa econômica viável para o mercado de massa, abordagens inteligentes e pragmáticas serão necessárias.

Publicado originalmente aqui

Não segregar trabalhadores migrantes, diz ativista

Proibir os trabalhadores migrantes de viverem em conjuntos habitacionais criará divisões na sociedade e um sentimento de “nós contra eles”, de acordo com um defensor dos consumidores.

Tarmizi Anuwar, representante malaia do Consumer Choice Centre, com sede em Washington, disse que uma proibição anunciada na semana passada pelo governo do estado de Negeri Sembilan era contra o princípio da inclusão e pode resultar em tensões sociais.

Proibir os trabalhadores migrantes de viverem em conjuntos habitacionais criará divisões na sociedade e um sentimento de “nós contra eles”, de acordo com um defensor dos consumidores.

Tarmizi Anuwar, representante malaia do Consumer Choice Centre, com sede em Washington, disse que uma proibição anunciada na semana passada pelo governo do estado de Negeri Sembilan era contra o princípio da inclusão e pode resultar em tensões sociais.

Arul disse que o governo estadual incentivará a construção ou conversão de edifícios em dormitórios, após reclamações de trabalhadores migrantes em áreas habitacionais que causaram distúrbios e criaram problemas de limpeza.

Leia o texto completo aqui

A próxima liberdade a perder na Califórnia: excesso de velocidade

Existem razões perfeitamente práticas para estudar filosofia. Foi isso que eu disse à minha filha adolescente quando ela me procurou com leves reclamações sobre suas tarefas de leitura de Platão e CS Lewis, para uma unidade sobre livre arbítrio e virtude. Longe de ser um luxo para as elites com formação em artes liberais, os americanos comuns obtêm, até mesmo do estudo filosófico mais básico, uma razão por trás das liberdades de que desfrutam. Por que você é livre para fazer qualquer coisa potencialmente prejudicial ou perigosa? 

Na Califórnia, um estado famoso por protegendo a liberdade de consumir drogas pesadas em público e viver sob viadutos ou em parques públicos, o senador estadual Scott Wiener proposto um conjunto de projetos de lei que visa reduzir as mortes relacionadas ao trânsito. O pacote de redução de emergência de excesso de velocidade e fatalidades nas ruas da Califórnia (SAFER) incluiria dispositivos reguladores de velocidade obrigatórios que impediriam os veículos de dirigir 10 mph acima do limite de velocidade. 

O que torna o estudo da filosofia tão desafiador é que os exemplos do bem e do mal, do certo e do errado, são muitas vezes tão dramáticos que parecem abstratos a ponto de serem inúteis. Mas enquanto examinava o trabalho do meu filho e via estas notícias sobre os regulamentos automóveis da Califórnia, reconheci isto como um exemplo acessível da razão pela qual a escolha é importante numa sociedade livre. 

Dentro uma entrevista com o Los Angeles Times, Wiener fundamentou seu projeto dizendo: “Não há razão para que as pessoas possam rotineiramente ser autorizadas a dirigir mais de dezesseis quilômetros por hora acima do limite de velocidade”.

Wiener quer apenas o que é melhor para a comunidade como um todo e a União Europeia concorda. A UE já aprovou legislação exigindo dispositivos reguladores de velocidade em todos os países membros a partir de julho deste ano. Azar para James Bond na próxima vez que os bandidos fugirem. 

Se aprovada, a Califórnia terá reguladores de velocidade integrados a partir de 2027. Os dispositivos utilizarão GPS e câmeras externas para avaliar os limites de velocidade em qualquer área em que você esteja, ajustando a velocidade máxima do carro ou caminhão de acordo. 

Os comentários do senador Scott Wiener sobre o que os californianos deveriam ser capazes de fazer são importantes e filosóficos por si só. Ele continua dizendo ao LA Times, “Você pode querer o que quiser. Mas isso não significa que você está autorizado a fazer isso.”

Isso é verdade. Você pode dirigir e andar dentro de um veículo sem cinto de segurança, se desejar, mas isso é proibido por lei. Se você for pego, será multado e multado. Nova Iorque foi o primeiro estado a cruzar este Rubicão em 1984, quando tornou obrigatório o uso de cintos de segurança nos carros. Califórnia proibiu beber e dirigir antes mesmo dos carros serem comuns nas ruas americanas no início do século XX.

Há vídeos hilariantes da cobertura noticiosa dos anos 80 mostrando as reações dos cidadãos às novas leis sobre cintos de segurança, bem como às que proíbem beber ao volante. 

Leia o texto completo aqui

vapes ilegais já estão inundando o mercado que impacto a proibição dos vapes descartáveis realmente terá

Governo planeja proibir vapes descartáveis foram acolhidas como uma medida “vital” para proteger a saúde das crianças e o ambiente, mas os ativistas temem que isso acarrete riscos se não forem tomadas medidas adicionais.

O longo prazo saúde os impactos da vaporização são desconhecidos e a nicotina que eles contêm pode ser altamente viciante. A abstinência pode causar ansiedade, dificuldade de concentração e dores de cabeça. 

Uma em cada cinco crianças já tentou Cigarro eletrônico em 2023, acima dos 15,8% do ano anterior, de acordo com a Action on Smoking and Health (ASH). Cerca de 7,6% de crianças usavam vaping pelo menos uma vez por semana.

Rishi Sunak deve anunciar os planos de uma visita a uma escola na segunda-feira (29 de janeiro).

O primeiro-ministro disse num comunicado: “Como qualquer pai ou professor sabe, uma das tendências mais preocupantes no momento é o aumento do vaping entre crianças, e por isso devemos agir antes que se torne endêmico.”

Espera-se que a proibição de vaporizadores descartáveis entre em vigor no final deste ano ou no início de 2025.

Leia o texto completo aqui

Como a Deutsche Bahn se compara às empresas ferroviárias europeias?

Pela segunda vez em um mês, uma greve nacional forçou os passageiros alemães a escolher entre ficar presos numa estação ferroviária ou num engarrafamento. Deutsche Bahn Os funcionários do (DB) estão em greve desde quarta-feira, causando interrupções nos horários dos trens e congestionamentos nas estradas em o que está planejado para ser a greve ferroviária mais longa da Alemanha até o momento.

Embora não sejam incomuns na Alemanha, estes transportes ferroviários greves são apenas uma faceta dos muitos desafios que o serviço ferroviário nacional enfrenta. Os passageiros enfrentam regularmente atrasos prolongados e cancelamentos por uma série de razões que vão além das disputas trabalhistas.

Cancelamentos frequentes

A DB opera a maioria das ferrovias da Alemanha e é responsável por aproximadamente 95% de transporte de longa distância, 67% de trânsito local e 42% de transporte de carga. Em 2023, apenas 64% de trens de longa distância chegou ao seu destino a tempo, o que significa menos de seis minutos de atraso, de acordo com um porta-voz do DB. Estes números, no entanto, não incluem casos em que os atrasos são tão longos que as viagens são canceladas.

Em um 2023 estudar pela organização sem fins lucrativos Consumer Choice Center, a Alemanha foi responsável por seis das 10 piores estações para conveniência dos passageiros na Europa. O índice, que avaliou factores como as ligações à rede e a frequência dos serviços atrasados, indicou que o sistema ferroviário alemão está muito atrás dos seus vizinhos em termos de serviço e eficiência.

Leia o texto completo aqui

Peran Organisasi e Komunitas Memperluas Sosialisasi Anti Pembajakan e Memperkuat Perlindungan HaKI

Perlindungan hak kakayaan merupakan intelectual hal yang sangat penting e crusial para manter inovações e criatividade. Eles são perlindungan hak kakayaan intelectual, maka para inovador e pemilik usaha akan mampu para manter o controle e juga mendapatkan manfaat ekonomi dari karya yang mereka buat.

Tanpa adanya perlindungan hak kakayaan intelectual, maka tentu pihak-pihak yang tidak bertanggung jawab dapat com sangat mudah to mencuri dan juga membajak karya ou produto yang dibuat oleh para inovador. Mereka bisa dengan mudah menjual hasil bajakan tersebut to mendapatkan keuntungan bagi diri mereka sendiri.

Tentunya, bagi kita yang tinggal na Indonésia, khususnya yang menetap di kota-kota besar, fenômenos pembajakan produto merupakan sesuatu yang sudah tidak asing lagi. Bila kita datang ke berbagai pusat perbelanjaan misalnya, kita bisa com sangat mudah menemukan berbagai product bajakan yang dijual secara bebas dengan harga yang tentunya jauh lebih murah bila dibandingkan comngan harga aslinya.

Não há nada de toko fisik, um kita berselancar di dunia maya misalnya, kita bisa menemukan jutaan product-produk bajakan yang bisa kita dapatkan di berbagai platform toko ousado. Hal ini tentou merupakan permasalahan yang besar dan harus bisa segera kita atasi.

Indonésia sendiri merupakan negara yang sudah memiliki berbagai perangkat hukum yang ditujukan untuk melindungi hak kekayaan intelectual. Beberapa diantaranya é o UU No.7 de 1994 no Acordo de Pengesahan que estabelece a Organização Mundial do Comércio, UU No.10 de 1995 em Kepabeanan, UU No.12 de 1997 em Hak Cipta, UU No.14 de 1997 em Merek, e UU No. 13 de janeiro de 1997, Hak Paten (hukumonline.com, 17/3/2022).

Sayangnya, meskipun sudah memiliki berbagai perangkat hukum untuk melindungi kekayaan intelectual, masih banyak berbagai persoalan terkait dengan hal tersebut yang harus bisa kita selesaikan. Adanya penegakan hukum yang masih belum terlalu kuat untuk menegakkan hukum perlindungan kekayaan intelectual, e menindak pihak-pihak yang melakukan pelanggaran atas hal tersebut merupakan salah satu hal yang harus dapat diperbaiki dari sisi penegakan hukum.

Di sisi lain, adanya keaktifan dari para pemilik hak kekayaan intelectual para mendaftarkan karya e dan inovadora yang mereka buat kepada lembaga terkait, seperti kemenkumham, tente merupakan aspek yang sangat penting dari sisi pelaku usaha. Tanpa adanya kesadaran akan pentingnya perlindungan hak kakayaan intelectual dari para pelaku useha, e muito keaktifan dari para inovador para construir karya mereka, maka tentu akan mustahil pemerintah bisa melindungi karya e inovasi tersebut dari berbagai praktik pembajakan.

Sayangnya, dari sisi pendafftaran, juga masih ada algunapa tantangan yang harus bisa kita selesaikan, salah satunya adalah kesadaran yang masih rendah dari para pelaku usaha dan inovator di Indonesia to mendaftarkan kekayaan mereka intelectual. Pada akhir tahun 2021 lalu misalnya, ada sekitar 216.000 jumlah permohonan pendaftaran kekayaan intelectual yang masuk ke Direktorat Jenderal Kekayaan Intelektual (DJKI), yang mana jumlah tersebut masih sedikit dibandingkan dengan jumlah masyarakat Indonésia (dgip.go.id, 20/12/ 2021) .

Com Demikian, adanya sosialisasi yang masif kepada para pelaku usaha para meningkatkan kesadaran pentingnya perlindungan hak kekayaan intelectual é adalah sesuatu yang sangat penting. Hal ini tidak hanya penting dilakukan oleh lembaga pemerintah terkait, tetapi juga berbagai organisasi masyarakat non-pemerintah yang memiliki fokus advokasi terkait dengan hal tersebut.

Salah satu orgasnisasi yang memiliki fokus advokasi terkait dengan pentingnya kerlindungan hak kekayaan intelectual adalah Masyarakat Indonesia Anti Pemalsuan (MIAP). MIAP enviou merupakan organizou masyarakat yang berdiri em 2004, e memiliki foco para melawan berbagai praktik e tindakan pembajakan yang sangat masif terjadi di Indonésia.

Berbagai kampanye sosialisasi tersebut bisa dilakukan com berbagai cara. MIAP misalnya, alguns meses atrás, eles foram lançados na competição de conteúdo de mídia social MIAP. Este foi enviado para mais de 70 cartões criativos para gerar muda na Indonésia e apresentou o tema “Bangga dan Cinta Produk Indonesia — Anak Muda Gak Pakai Produk Palsu” (tengselnews.inews.id, 20/12/2023).

Dalam rangka memeriahkan acara tersebut misalnya, turut diundang juga dalam kegiatan tersebut berbagai organisasi mitra MIAP dalam rangka mensosialisasikan pentingnya perlindungan hak kakayaan intelectual dan menghindari product-produk bajakan. Beberapa organizou mitra yang diundang tersebut diantaranya adalah Asosiasi Media Siber Indonesia (AMSI) e Asosiasi Konsultan Hak Kekayaan Intelektual Indonesia (AKHKI).

Não há organização de mitra, ágar kegiatan e sosialisasi anti pembajakan bisa memiliki dampak secara lebih masif, MIAP também usa mídia perwakilan para hadir di dalam acara tersebut. Diharapkan, melalui adanya kegiatan tersebut, kesadaran masyarakat untuk mencintai product-produk asli e dan juga kesadaran to mencegah penggunaan product-produk bajakan dapat semakin meningkat.

Sebagai penutup, pembajakan merupakan salah satu permasalahan besar yang ada di Indonesia. Para isso, adanya kampanye dan sosialisasi untuk meningkatkan kesadaran masyarakat untuk menhindari product-produk bajakan adalah hal yang sangat penting, dan harus melibatkan semua pihak, termasuk juga organisasi kemasyarakatan.

Publicado originalmente aqui

Role para cima
pt_BRPT