fbpx

Tudo de errado com os rótulos de aviso de câncer

Tudo de errado com os rótulos de aviso de câncer

“BACON…, CAFÉ QUENTE…, CARNE VERMELHA…, ÓLEO DE COCO…
O QUE ELES TÊM EM COMUM?

Você já deve ter pensado: SÃO DELICIOSOS. 
ERRADO.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde AGÊNCIA INTERNACIONAL DE PESQUISA SOBRE O CÂNCER (IARC), todos esses alimentos “PROVAVELMENTE” ou “POSSIVELMENTE” podem causar câncer.

Todos os anos, esta agência com sede na França publica novos estudos conhecidos como monografias que afirmam estabelecer o que é cancerígeno. Até agora, eles listaram mais de 500 substâncias como DEFINITIVA ou POTENCIALMENTE cancerígenas, incluindo sua xícara de café da manhã e o herbicida que você usa em seu jardim. Em 48 anos, eles encontraram apenas um – APENAS UM – que não é.

Essas declarações têm um impacto abrangente não apenas nos produtos nas prateleiras e na forma como são regulamentados e tributados, mas também nos bilhões de dólares de ações judiciais contra esses produtos.

VOCÊ PODE DIZER PAGAMENTO?

É aqui que a ciência é superada pelo dinheiro e pelos advogados.

A IARC confunde intencionalmente a relação entre “perigo” e “risco”. Perigo é algo que pode causar danos, risco explica a probabilidade de que isso aconteça. O sol é um perigo, porque a exposição a ele pode causar problemas de pele. No entanto, para a maioria das pessoas o sol não é um risco, porque limitam sua exposição no verão, ou aplicam protetor solar. Como em todo o resto, é uma questão de dosagem.

Por exemplo, em 2016, o Instituto Ambiental de Munique lançou dúvidas sobre a segurança da cerveja, alegando que ela pode causar câncer. O que eles deixaram de fora foi que você precisava beber 1000L de cerveja por dia para que ela realmente fosse prejudicial à saúde. Indiscutivelmente, após 1000L de cerveja, o fato de poder ser cancerígeno será o menor dos seus problemas.

OS ESTUDOS DA IARC SÃO COMO UM BAT SINAL PARA MILHARES DE EMPRESAS DE ADVOGADOS DE responsabilidade civil.

O que esses especialistas concluem, portanto, torna-se dogma científico, independentemente da ciência.

POR QUE ISSO É PROBLEMA?

Especialistas da IARC são frequentemente pegos em conluio com advogados que podem se beneficiar de futuras ações judiciais.

No caso do benzeno e do glifosato, eles foram acusados de manipular a ciência para armar advogados de julgamento. Pesquisas vêm soando o alarme sobre a corrupção da ciência da IARC há anos.

Isso significa centenas de processos falsos, más políticas públicas e más informações para os consumidores.

QUEM SE BENEFICIA QUANDO A CIÊNCIA É CORRUPIDA? 

VAMOS APOIAR A CIÊNCIA EM VEZ DA POLÍTICA. PORQUE MERECEMOS MELHOR


PARA MAIS ARTIGOS E PUBLICAÇÕES SOBRE CIÊNCIA E SAÚDE, CLIQUE AQUI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Role para cima