fbpx

È TEMPO DI RENDERE TRASPARENTE IL SETTORE FARMACEUTICO (TUTELANDO I BREVETTI)

La trasparenza nei prezzi dei farmaci può ser positiva per i consumitori, a patto che vada di pari passo con il riconoscimento dei diritti di proprietà intelectuale il valore dei brevetti. Um processo mais claro e pouco regulável pode acelerar a aprovação de medicamentos mais inovadores. Che cosa possono fare l'OMS, l'Unione Europea ei singoli stati membri (inclusa l'Italia)?

Nel 2019, l'Organizzazione Mondiale della Sanità (OMS) ha aprovado una risoluzione – proposta, tra gli altri, da Italia, Spagna e Lussemburgo – intesa a rendere più aperti e trasparenti i mercati farmaceutici, que são tipicamente caratterizzati da grande opacidade e prezzi alti. Uno degli obettivi di this risoluzione è la progressiva difusão ao público de informações sobre a abertura brevettual e il status de marketing di nuovi produtos farmaceuticos, oltre all'ottenimento di maggiore chiarezza sul preços de medicamentos.

Surpreendentemente, il Regno Unito – con Germania ed Ungheria – si è dissociato dalla risoluzione, propondo di posporre la revisione al Gennaio 2020. Non è un caso che proprio il Regno Unito abbia un sistema de difusão de informações sobre novos produtos farmacêuticos opacos e pouco amigável ao consumidor. Ogni anno, infatti, il Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA), a autoridade nacional prepõe todas as regulamentações do settore farmaceutico, aprova dozzine di prodotti (incluindo farmaci generici a baixo custo), mas deve notificar e fornecer informações públicas sobre a disponibilidade e copertura brevettuale le tiene em boa parte nascoste. Por esta razão os pacientes e as operadoras de saúde não têm dificuldade em informar su quali farmaci siano o saranno presto disponibili sul mercato. Este sistema está em controle de acordo com a tendência internacional de promover maior transparência e clareza. Sarebbe auspicable quindi followe les migliori pratiche internacionali e divulgue publicamente mais informações sobre seus produtos considerados para a aprovação e no loro status brevettuale.

Ad esempio, no Canadá le Regulamentos de Medicamentos Patenteados consente il rilascio in time utile di this information, rendendo quindi e pacienti mais informati su scelte di assistenza sanitazioni. Inoltre, la maggiore trasparenza, come osservato dall'Organizzazione Mondiale della Sanità nel Ferramenta de Avaliação de Transparência e Responsabilidade do Sistema Farmacêutico, torne as decisões públicas visíveis e compreensíveis ao público, tornando-as mais responsáveis pelos governos. Em seu canto, L'Unione Europea adotou um mecanismo de notificação semelhante, mas apenas alguns tipos de medicamentos inovadores e farmaci orfani.

Purtropo, na Itália manca una totale trasparenza di questo genere.Un governo aperto ed attento ai consumidor dovrebbe fornire ai pazienti, ai dottori e ai farmacisti le informationnecessarie su quali prodotti siano em procinto di ricevere autorizzazione all'immissione sul mercato.

Em conclusão, una maggiore trasparenza – na Itália ma anche altrove – sus informazioni riguardanti lo statuto brevettuale e l'approvazione all'imissione sul mercato dei prodotti farmaceutici pode aiutare consumitori e pazienti in diversi modi: in primo luogo, reforçando os direitos de propriedade intelectual, verrebe incentiva o desenvolvimento de produtos inovadores e eficientes; in secondo luogo, una maggiore chiarezza você pode acelerar o processo de aprovação de medicamentos genéricos a baixo custo.

Uma solução possível para a Itália pode ser a implementação de um banco de dados on-line que não apenas elenchi medicinais brevettati em tempo real, mas que mostramos também quali autorizzazioni all'immissione sul mercato vengono richieste dai produttori di farmaci. Idealmente, este ultimi farebbero domanda di autorizzazione all'immissione sul mercato sulla stessa piattaforma, ponto de referência para clientes, operadores sanitários e produtores.

Al tempo di TripAdvisor, Amazon e Ocado, é agora que le nostre pubbliche amministrazioni diffondano esse genere di information. I pazienti, i dottori e, più in generale, i consumatori ne trarrebbero grandi benefici.

Publicado originalmente aqui.


O Consumer Choice Center é o grupo de defesa do consumidor que apoia a liberdade de estilo de vida, inovação, privacidade, ciência e escolha do consumidor. As principais áreas políticas em que nos concentramos são digital, mobilidade, estilo de vida e bens de consumo e saúde e ciência.

O CCC representa consumidores em mais de 100 países em todo o mundo. Monitoramos de perto as tendências regulatórias em Ottawa, Washington, Bruxelas, Genebra e outros pontos críticos de regulamentação e informamos e ativamos os consumidores para lutar pela #ConsumerChoice. Saiba mais em consumerchoicecenter.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Role para cima