Harm Reduction

Nos últimos 15 anos, testemunhamos o surgimento de muitas tecnologias de redução de danos no campo do consumo de nicotina: cigarros eletrônicos, dispositivos que não queimam calor e o sucesso do snus. Enquanto milhões de fumantes descobriram uma maneira menos prejudicial de consumir nicotina e instituições de pesquisa líderes mundiais como o Royal College of Physicians chegaram à conclusão de que essas tecnologias são até 95% menos prejudiciais do que o cigarro tradicional, muitos reguladores nacionais, partes de a comunidade de saúde pública e a OMS e sua FCTC continuam condenando a nicotina como um todo e se recusam a apoiar a redução de danos.

O Consumer Choice Center apoia a ideia da redução de danos do tabaco (THR), abrindo caminho para inovação no mercado e oportunizando aos consumidores tecnologias alternativas que permitam uma maneira menos prejudicial de consumir nicotina. Promovemos as ideias de legalizar propagandas, marketing e o poder de escolha do consumidor no que tange inovações que diminuam os danos, como cigarros eletrônicos, produtos que não queimam calor e snus.

MÍDIA HITS

The EU’s war on harm reduction is in full swing

In 2020, the Netherlands will host the ninth conference of parties of the so-called WHO-FCTC treaty. During this conference, world leaders and public health advocates discuss the ways in which smoking prevalence can be curbed. However, these same advocates haven’t just made their policies about actual tobacco, but also...

Read More
Scroll to top